CPI só pode terminar depois de ouvir Queiroga, diz Renan

Com a notícia de que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, se contaminou com Covid e vai ficar de quarentena em Nova York, o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-Al), informou que o fim dos trabalhos da comissão deve ser adiado. Isso porque, segundo Renan, a CPI só acaba depois de ouvir Queiroga de novo.
“Só podemos terminar a CPI depois de ouvirmos o Queiroga,” disse o relator ao blog.
Para intergrantes da CPI, a contaminação de Queiroga expôs o vexame da delegação brasileira na ONU, principalmente porque o presidente Jair Bolsonaro chegou a Nova York criticado por não estar vacinado e ainda defendeu o tratamento precoce e atacou o passaporte da vacinação.
A avaliação é que a delegação brasileira ficou exposta a críticas e avaliações negativas por parte das delegações na ONU e da imprensa internacional.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.