Justiça determina que Prefeitura do Rio recarregue cartões de alimentação dos estudantes


Na decisão, a juíza Amanda Azevedo Ribeiro Alves estabelece que, caso o pagamento não seja efetuado até sexta-feira (24), a Justiça pode fazer um arresto no valor de R$ 34 milhões nas contas da prefeitura. Juíza determina arresto em contas da Prefeitura do Rio caso recarga não seja feita até sexta-feira (24).
Reprodução/TV Globo
A Justiça determinou que a Prefeitura do Rio recarregue os 640 mil cartões de alimentação da rede municipal de Educação. O pagamento foi suspeito no mês passado e precisa ser feito até sexta-feira (24).
O cartão foi criado no ano passado, quando as crianças não tinham aulas presenciais por conta da pandemia.
Na decisão, a juíza Amanda Azevedo Ribeiro Alves determina que, caso o pagamento não seja feito, a Justiça pode fazer um arresto no valor de R$ 34 milhões nas contas da prefeitura.
Em um documento, o Conselho de Alimentação Escolar (CAE) afirma que os alunos do ensino remoto têm dificuldades para receber o benefício justamente por estarem em casa para garantir o isolamento social.
Ainda de acorfdo com o CAE, os refeitórios das escolas não estão em condições de serem reabertos.
A Procuradoria do Município já recorreu da decisão.
Vídeos mais vistos no Rio nos últimos 7 dias
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.