Polícia prende suspeito de decapitar e arrancar braços de homem após discussão sobre venda de pequis


Machado que teria sido usado no crime foi apreendido. Vítima e suspeito se conheciam por serem casados com duas irmãs. Machado que teria sido usado no crime foi apreendido
Divulgação/PM
Um homem foi preso em flagrante suspeito de assassinar brutalmente um senhor de 58 anos após uma discussão por causa da venda de pequis no interior do Tocantins. O crime foi na noite da terça-feira (21) em Nova Rosalândia. O suspeito foi capturado na manhã desta quarta (22) na zona rural de Cristalândia, cidade vizinha de onde o crime ocorreu.
Segundo a Polícia Militar, a vítima foi atacada com um machado, decapitada e teve os braços arrancados pelo suspeito. Os nomes dos envolvidos não foram informados. Os dois se conheciam, já que são casados com duas irmãs.
Os pequis que motivaram a briga foram colhidos em uma propriedade rural e vendidos pela vítima em Nova Rosalândia. O desentendimento foi sobre a divisão dos valores da venda. Ainda de acordo com a PM, os dois homens tinham bebido antes da confusão começar.
A PM informou que equipes de militares e também da Polícia Civil fizeram buscas pela região durante a noite. O suspeito acabou sendo localizado por um militar que estava em deslocamento saindo de serviço. O policial percebeu que o homem estava escondido em um matagal às margens da TO-255 e conseguiu fazer a captura.
O suspeito foi apresentado na Delegacia de Polícia de Cristalândia. O caso foi registrado como homicídio qualificado por motivo fútil.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.