Orçamento da Prefeitura do Rio para poda de árvores diminuiu mais de R$ 1 milhão em dois anos


De acordo com a Lei Orçamentária Anual, em 2019, eram R$ 8,7 milhões. No ano passado, caiu para R$ 8 milhões, e para 2021, deve ficar em R$ 7,5 milhões. Durante o vendaval desta terça (21), diversas árvores caíram, inclusive, na rede elétrica, deixando regiões sem luz por até 24 horas. Árvore interrompe trânsito na Avenida Rui Barbosa, no Flamengo
Pablo dos Anjos/Arquivo pessoal
O orçamento da Prefeitura do Rio para o manejo de de arborização urbana, a poda de árvores, diminuiu mais de R$ 1 milhão em dois anos. De acordo com a Lei Orçamentária Anual, em 2019, eram R$ 8,7 milhões. No ano passado, caiu para R$ 8 milhões, e para 2021, deve ficar em R$ 7,5 milhões.
O Centro de Operações registrou a queda de mais de 100 árvores por causa do vendaval desta terça (21). Muitas delas caíram sobre a rede elétrica, deixando regiões sem luz por até 24 horas.
Tempo muda e ventania causa estragos no Rio; FOTOS
Imagens feitas por uma moradora de Vicente de Carvalho, na Zona Norte do Rio, mostram pelo menos três árvores caídas na mesma rua.
Uma moradora do bairro de Turiaçu, na Zona Norte, fez um vídeo mostrando a fiação elétrica caída dentro de casa.
“Até agora nada da Light, eles não dão prazo, dizem que já estão vindo. Nada de vir. Eu tive que jogar toda a fiação para dentro da minha residência para não correr o risco de ser roubada”, diz a moradora.
Falta de energia
Os moradores de um condomínio em Botafogo, na Zona Sul, ficaram sem energia.
“Não dá para trabalhar, não dá para dar aula, não dá para assistir aula, fica tudo muito difícil. Ontem e hoje estamos com esse problema de quase 24 horas sem energia. A gente se preocupa com os itens que estão dentro da geladeira. Fizemos reclamações, pedidos e eles alegaram que estão com muita demanda”, diz um morador.
Segundo a Light, mais de 130 equipes da empresa foram às ruas para religar os cabos. No Grajaú, na Zona Norte, um grande galho ficou pendurado sobre a rua e a cabeça das pessoas que passam.
“A poda não tem sido feita. Raramente, quando fazem, não avisam os moradores, não é como antigamente, quando era a Fundação Parques e Jardins que fazia a poda. Tem sido de maneira bastante irregular. Você pode ver que as árvores estão todas entrelaçadas aos fios”, afirma um morador da região.
Em Vila Isabel, moradores contam que, durante a ventania, os galhos caíram sobre os fios e houve um curto-circuito. Às 16h desta quarta, os moradores completaram 24 horas sem energia.
Em Padre Miguel, na Zona Oeste, uma árvore destruiu parte de um carro. Os moradores já haviam notado o risco de queda: “Ficou essa parte aqui da árvore, que não faz parte do trabalho deles, mas essa árvore é uma tragédia anunciada”, diz uma moradora do bairro.
O professor e coordenador do curso de Arborização Urbana da Universidade Federal Rural (UFRRJ), João Latorraca, afirma que a falta de podas ou podas inadequadas pioram a situação por toda a cidade.
“A poda afeta esse equilíbrio biomecânico da árvore, então se ela é mal feita, ela pode estar contribuindo para desequilibrar. E por outro lado, se a árvore cresceu desviante do seu centro de gravidade, por uma rede elétrica, uma marquise, construção, desviando do curso natural, ela precisa de poda para compensar esses desvios”, afirma o professor.
É o caso das árvores que caíram na rua Luiz Gama, no Maracanã,; na rua Leopoldo, no Andaraí; e na Senador Nabuco, em Vila Isabel.
Árvores caídas durante vendaval no Rio atingem rede elétrica e deixam regiões sem energia
RJ2
O que dizem as autoridades
A Comlurb disse que não houve redução de equipamentos ou veículos para poda de árvores e que qualquer serviço só é feito depois de vistoria. A companhia disse ainda que as árvores que caíram pela força do vento de mais de 70 quilômetros por hora.
A Fundação Parques e Jardins afirmou que vai fazer um catálogo com todas as árvores da cidade e que isso vai ajudar na manutenção e na poda.
A Light disse que colocou 640 funcionários para normalizar o fornecimento o mais rápido possível, e que os prazos dependem da complexidade de cada situação.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.