Acervo Café abre nova unidade em novembro: veja onde será

Em 2017, Paulo Lins era um apaixonado por café que decidiu em três dias abrir uma micro cafeteria, dentro de uma academia de luta, no Setor de Oficinas do Guará. A escolha do local improvável e a falta de experiência do dono, no entanto, não impediram que o negócio ganhasse a boca do povo e chegasse ao sucesso. Na verdade, as lacunas contribuíram para a busca incansável de conhecimento e de uma formatação que agradasse os amantes de café e de lugares autênticos.

De um pequeno sofá e dos degraus da calçada do prédio, a clientela passou a ser atendida na sobreloja, ainda com poucos lugares. O espaço foi sendo aumentado e ambientado gradativamente, sempre com aquele ar de desconstrução, embora cada peça tenha sido escolhida a dedo para estar ali. O menu também passou por adaptações até chegar à versão atual.

Quatro anos depois, o jovem empreendedor se prepara para dar um grande passo rumo à conquista de uma nova clientela, além da consolidação da já existente. A segunda unidade do Acervo Café será aberta em novembro, no shopping CasaPark, mais precisamente, no segundo andar da Livraria da Travessa. A loja é aquela mesma onde funcionou a Livraria Cultura, até o início de 2021. O café dividirá o espaço com o auditório e uma galeria de arte.

O ambiente do novo Acervo terá capacidade de atendimento de 80 a 105 pessoas e vai seguir a linha arquitetônica da primeira casa, com móveis garimpados, um pouco de rebeldia, traduzida em paredes detonadas à mostra que contrastam com um bom gosto ímpar que o proprietário tem para compor seus microuniversos. “Vamos manter o mesmo conceito, funcionando no andar de cima, escondidinhos. Faremos uma seleção de móveis vintage de designers brasileiros e internacionais”, adianta Paulo Lins.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Acervo Coffee Roasters (@acervocafe)

O menu

Para o cardápio, Paulo não pensa em nenhuma alteração para a nova unidade. Pelo menos por enquanto. As receitas de Abigail Lins, sua sócia, continuarão sendo o destaque da casa. É a minha obrigação te dizer, caro leitor, que se ainda não as conhece, está perdendo a oportunidade de experimentar delícias que não encontramos com facilidade por aí. Portanto, se eu fosse você, não esperaria a segunda unidade abrir e já digitaria Acervo Café no Google Maps para seguir rumo ao Guará e prová-las logo.

A primeira criação de sucesso do menu é a Coffeecake, cuja mistura de ingredientes, criada de forma improvisada, foi sendo testada e alterada durante os últimos 20 anos por Abigail. O resultado é uma massa meio densa e bastante chocolatuda, mas com aquela nuance de amargor e de torra. Este é, sem dúvida, um dos meus bolos de chocolate favoritos da vida. Outras opções de guloseimas são o bolo de banana com doce de leite e farofa crocante e a banoffee, com cobertura leve e recheio bem cremoso.

Na parte salgada, o item mais cobiçado é a torta cremosa de frango, com massa amanteigada e bastante delicada. A de queijo segue a mesma linha, com recheio de pecorino, parmesão, cream cheese e amêndoa defumada. É difícil pra mim escolher entre as duas. Em uma das minhas últimas visitas, provei e aprovei o toast de abacate com oleaginosas e pão de fermentação natural. É bem servida e gostosa.


0

Os cafés

Os grãos utilizados no Acervo são garimpados em fazendas ou associações de regiões produtoras, certificados com selos internacionais e indicações de procedência. A torra é feita in loco, inovação que possibilitou, inclusive, a abertura de um e-commerce da marca, que entrega 12 tipos diferentes em todo o Brasil.

O Gesha, por exemplo, é uma variedade originária da Etiópia e produzida em Carmo de Minas (MG) pela propriedade Santuário do Sul. Tem notas florais e cítricas, de mamão papaia e chá. Já Da Rosa é um catuaí nanicão da Serra do Caparaó (ES) que resulta numa bebida com notas de iogurte, goiaba, flor e especiarias. Os grão podem ser comprados inteiros, moídos para métodos filtrados ou prensa francesa. No local, é possível tomá-los também em diferentes tipos de extração. A oferta é renovada sempre, conforme as pesquisas do proprietário.

Para beber, a casa também oferece uma carta de vinhos naturais produzidos no Brasil e no exterior; e drinques. Gosto do Negroni, este clássico da coquetelaria elaborado com partes iguais de Vermouth, Campari e Gin, mas que muda de acordo com as marcas utilizadas. Não sei quais são as usadas no Acervo, mas sei que a combinação ficou perfeita.

Serviço:
QE 40, conjunto H, lote 18, sobreloja
Funciona de terça-feira a domingo, das 14h às 22h
No Instagram: @acervocafe
Loja virtual: www.acervocafe.com.br

Para mais dicas de gastronomia, siga-me no Instagram (@lucianabarbo).

O post Acervo Café abre nova unidade em novembro: veja onde será apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.