Mãe de vítima de acidente com moto aquática cobra respostas: ‘Quebra-cabeça não encaixa’


Amanda Martins Franco, de 30 anos, morreu após acidente na Várzea das Flores, na Grande BH, no último dia 12. Mas, segundo vendedora, versões do grupo que estava com a filha são contraditórias. Amanda Martins, vítima de acidente de moto aquática na Grande BH, com a mãe Adriana Martins
Arquivo pessoal
“Dias de tristeza por causa da perda e da impunidade”. A vendedora Adriana Martins da Silva, de 46 anos, diz que sua rotina tem sido assim desde que perdeu a filha, em um acidente na Várzea das Flores, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.
Mulher de 30 anos morre em acidente de moto aquática na Várzea das Flores, em Betim
Amanda Martins Franco, de 30 anos, morreu enquanto andava de moto aquática no último dia 12. Mas, de acordo com a mãe dela, ainda faltam respostas para as causas e as circunstâncias do acidente, que está sendo investigado pela Polícia Civil e pela Marinha.
Mãe de vítima de acidente com moto aquática na Grande BH cobra respostas
Adriana conta que a filha estava na Várzea das Flores com a namorada, com a família dela, além de alguns amigos.
“Cada um tem uma versão, o quebra-cabeça não encaixa. E isso está me deixando angustiada. Já não basta a dor da perda da minha filha, ainda ter que conviver com essa incerteza”, desabafa.
Amanda foi atendida pelo Corpo de Bombeiros, que prestou os primeiros-socorros, e chegou a ser levada para o Hospital Municipal de Contagem. Mas, no caminho, ela não resistiu, e a morte foi confirmada por um médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
Mulher morreu em acidente com jet ski na Várzea das Flores, na Grande BH
Reprodução/Redes sociais
No dia do acidente, o Corpo de Bombeiros informou que as pessoas que estavam no local não conseguiram relatar as causas do acidente nem identificar o outro veículo ou embarcação envolvida na batida.
Segundo Adriana, passados mais de dez dias, as versões seguem confusas e contraditórias. Amanda estava na garupa da moto aquática, que era pilotada por um amigo.
“O próprio piloto não sabe contar o que aconteceu. (…) As histórias não batem. Cada um que eu conversei diz uma coisa. Eu sei que foi um acidente. Só quero saber a verdade”, disse.
A vendedora acredita que a filha tenha sido morta em uma “batida violenta”, já que Amanda sofreu diversas fraturas nas costelas, nos braços e no rosto.
Amanda morava em Contagem, era estudante de enfermagem e tinha uma hamburgueria em Ibirité, também na Grande BH.
Adriana faz um apelo em busca de respostas: “Se alguém sabe de algo, se alguém conhece alguém, que quebre o silêncio e me ajude a solucionar esse acidente porque a gente está numa incerteza muito grande, numa dor muito grande”.
Mulher morre em acidente com jet ski na Várzea das Flores, na Grande BH
Reprodução/Redes sociais
Investigações
Procurada pelo g1, a Polícia Civil afirmou que, nos próximos dias, vai agendar os depoimentos.
“Assim que acionada, a Polícia Civil de Minas Gerais direcionou equipe da perícia criminal ao local, onde foram realizados os primeiros levantamentos. À época dos fatos, o corpo da vítima, de 30 anos, foi encaminhado ao IML e submetido ao exame necroscópico”, disse.
Ainda de acordo com a polícia, as investigações e a elaboração dos laudos que vão ajudar a esclarecer o caso seguem em andamento.
Mulher morre após acidente com moto aquática na represa Várzea das Flores, em Betim
No último dia 13, a Marinha divulgou uma nota em que afirmava que foi instaurado um inquérito administrativo para apurar as causas do acidente.
“Concluído o inquérito e cumpridas as formalidades legais, o mesmo será encaminhado ao Tribunal Marítimo, que fará a devida distribuição e autuação e dará vista à Procuradoria Especial da Marinha, para que adote as medidas previstas circunstâncias e responsabilidades do acidente”, acrescentou.
A reportagem procurou a Marinha nesta quinta-feira (23), mas a assessoria de imprensa disse que, por enquanto, não há atualizações.
Vídeos mais vistos do g1 Minas:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.