Indicador antecedente de emprego da FGV tem em agosto nível mais alto desde início de 2020

Amanda Perobelli/Reuters

Amanda Perobelli/Reuters

Homem mostra carteira de trabalho enquanto procura por vagas de emprego no centro de São Paulo

O Indicador Antecedente de Emprego do Brasil melhorou em agosto para o maior nível desde fevereiro de 2020, indicando que o mercado de trabalho dá seguimento ao movimento de retomada.

Os dados divulgados hoje (8) pela Fundação Getulio Vargas (FGV) defasados ​​que o IAEmp, que antecipa os rumos do mercado de trabalho no Brasil, subiu 0,9 ponto e chegou a 90,1 pontos, no quinto mês seguido de alta e aproximando-se do nível pré-pandemia.

LEIA TAMBÉM: IGP-DI recua 0,14% em agosto com queda no minério de ferro, diz FGV

“O resultado mais tímido do indicador nesse cenário positivo que essa recuperação ainda deve ser gradual. O controle da pandemia e a melhora do setor de serviços, setor que mais emprega, são fundamentais para a continuidade desse cenário positivo”, explicado em nota Rodolpho Tobler, economista da FGV Ibre.

Entre os componentes do IAEmp, o destaque em agosto foi o indicador que mede a situação atual dos negócios no setor dos serviços, com aumento de 7,4 pontos.

Dados do IBGE mostram que a taxa de desemprego caiu a 14,1% no segundo trimestre, mas com o país ainda registrando 14,4 milhões de pessoas sem trabalho. (Com Reuters)

 

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

O post Indicador antecedente de emprego da FGV tem em agosto nível mais alto desde início de 2020 apareceu primeiro em Forbes Brasil.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.