Bolsonaro diz a ministros que não mudará de comportamento

A reunião durou pouco mais de 3 horas. Não constou da agenda oficial do presidente da República, e nem ele e nenhum dos ministros declarou qualquer coisa depois. Só faltaram dois convidados: os ministros da Educação e da Ciência e Tecnologia.

O presidente Jair Bolsonaro mostrou fotografias e vídeos das manifestações do dia 7 de setembro em Brasília e em São Paulo. Admitiu que o comparecimento foi menor do que ele havia estimado, mas que mesmo assim fora um sucesso.

Poucos ministros ousaram contrariá-lo. Menor foi o número dos que o aconselharam a moderar seu discurso público depois de ter chamado de “canalha” o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, e dito que não respeitará suas decisões.

A esses, Bolsonaro respondeu que o povo está do seu lado e que ele não pode dar-se ao luxo de perder votos porque a eleição do ano que vem será dura. Particularmente, a Ciro Nogueira (PP-PI), chefe da Casa Civil, prometeu sopesar suas palavras.

Nogueira ouviu, mas foi embora sem acreditar.

O post Bolsonaro diz a ministros que não mudará de comportamento apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.