Fogo consome Minas e coloca em risco residências, metrô e vegetação

Bombeiros mineiros continuam empenhando esforços no combate aos incêndios em vegetação. No fim de semana, foram mais de 600 chamados ao Corpo de Bombeiros. Entre 7h da última sexta (10/9), até 7h deste domingo (12/9), foram registrados 684 chamadas de incêndio em todo território mineiro. A boa notícia é que uma das maiores queimadas, em Ouro Branco, Região Central do estado, foi extinta hoje.
Na capital, duas ocorrências chamaram atenção entre a noite de ontem e a manhã de hoje. Uma delas ocorreu no Bairro Calafate, Região Oeste de Belo Horizonte, por volta das 10h. O incêndio estava próximo a residências e à linha férrea do metrô. Testemunhas contaram que as altas chamas se alastraram rapidamente.
O alto som das labaredas consumindo a vegetação seca assustou os moradores da região, principalmente porque o metrô passava ao lado do fogo. De acordo com os bombeiros, houve aproximadamente 5 mil metros quadrados de área queimada. Após a finalização do combate, as equipes permaneceram monitorando o local. A ocorrência foi encerrada já no início da tarde, por volta das 13h.
Ainda em BH, um incêndio atingiu uma mata no Bairro Sagrada Família, Região Leste da cidade, por volta das 21h de ontem (11/9). “Moradores reclamavam da fumaça na região, pois ventava bastante, espalhando um grande volume de fumaça a longo alcance. Os fortes ventos também contribuíram para a propagação rápida do fogo pela área verde. O incêndio foi de grandes proporções, as chamas estavam bastante altas e se alastrando com facilidade pela vegetação seca”, contou o Corpo de Bombeiros.
De acordo com a corporação, quatro viaturas foram empenhadas no combate. O incêndio foi controlado por volta das 23h, quando os bombeiros iniciaram a fase de rescaldo em locais isolados. O fogo foi extinto e o risco eliminado por completo só no início da madrugada de hoje (12/9), por volta de meia-noite.

Serra de Ouro Branco

Hoje, por volta de meio-dia, foi encerrada a operação de controle do incêndio no Parque Estadual da Serra de Ouro Branco. Foram cinco dias de combate às chamas e monitoramento da área.
“Nesta manhã, as equipes fizeram apenas uma vistoria e eliminaram pequenos focos que ainda restavam em pontos isolados. Neste domingo, tivemos quatro bombeiros militares e 10 brigadistas civis em campo”, informou a corporação.
O Corpo de Bombeiros ressaltou que a operação contou com helicóptero para o transporte de pessoal e a participação do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Polícia Militar, Prefeitura de Ouro Branco, Defesa Civil, Brigada Carcará, Brigada Safe Med, Brigada da Associação Mineira de Defesa do Ambiente (AMDA), Brigada B1, Brigada Fire, Gerdau e voluntários.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.