Hamilton e Verstappen não recuarão nem depois de colisão, diz chefe da F1

LONDRES (Reuters) – A disputa do título de Fórmula 1 entre Lewis Hamilton e Max Verstappen provavelmente se manterá intacta até o final da temporada, apesar de os dois terem colidido em Monza no domingo, disse o chefe da modalidade, Ross Brawn, nesta segunda-feira.

Os fiscais do Grande Prêmio da Itália culparam Verstappen, da Red Bull, e impuseram ao holandês de 23 anos e líder do campeonato uma penalidade de três posições no grid de largada da próxima corrida na Rússia.

Brawn, ex-chefe das equipes Honda e Mercedes e ex-diretor técnico da Ferrari, disse que os torcedores certamente ficarão divididos sobre o culpado.

“Está claro que os dois pilotos poderiam tê-la evitado”, disse ele em sua coluna pós-corrida de praxe no site oficial http://www.formula1.com

“No final das contas, acho que é outra consequência de dois caras batendo de frente sem quererem ceder um milímetro.”

“Pessoalmente, não diria que muda a dinâmica. Você tem dois galos no galinheiro no momento, e estamos vendo a consequência disso.”

“Não acho que algum deles recuará em algum momento até o final do ano, mas espero que o campeonato seja vencido na pista, não nas barreiras ou na sala dos fiscais.”

O domingo testemunhou a segunda grande colisão entre os dois pilotos em cinco corridas.

No GP britânico, em julho, Verstappen bateu em alta velocidade após um toque com Hamilton e foi parar no hospital para exames, enquanto o britânico da Mercedes venceu diante de seus compatriotas.

(Por Alan Baldwin)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH8C0TO-BASEIMAGE

O post Hamilton e Verstappen não recuarão nem depois de colisão, diz chefe da F1 apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.