Rachadinhas: STF adia de novo julgamento sobre foro de Flávio Bolsonaro

O STF (Supremo Tribunal Federal) não vai mais julgar nesta terça-feira (14/9) se o senador Flávio Bolsonaro (RJ) terá direito a foro privilegiado no processo em que é investigado por se apossar de parte dos salários de seus servidores comissionados, prática criminosa conhecida como “rachadinha”.

O tema estava na pauta de amanhã da Segunda Turma da Corte, presidida pelo ministro Gilmar Mendes, mas foi retirado em revisão nesta segunda-feira (13/9). É o segundo adiamento, pois a análise já esteve marcada para o último dia 31 de agosto. No entanto, também foi suspensa a pedido da defesa do filho do presidente da República.

Flávio Bolsonaro é acusado pelo Ministério Público de ter liderado um esquema de roubo de parte dos salários que seus servidores comissionados recebiam quando era deputado estadual no Rio de Janeiro, até 2018. Agora, ele é senador pelo Estado e quer ser julgado com foro de senador.

O MP defende que o caso siga na primeira instância, no Rio, seguindo entendimento do próprio Supremo, de só conceder foro privilegiado para processos referentes a fatos ocorridos quando a pessoa já se encontre no cargo e que sejam relacionados a esse cargo.

Ainda não há uma nova data para a análise pelo Supremo do recurso apresentado pela defesa do parlamentar do Rio de Janeiro.

O post Rachadinhas: STF adia de novo julgamento sobre foro de Flávio Bolsonaro apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.