App desenvolvido pela UnB auxilia agricultores na restauração do Cerrado

Um aplicativo desenvolvido pela Universidade de Brasília (UnB) e pela Finatec auxilia o monitoramento de áreas que foram desmatadas e encontram-se em processo de restauração ambiental. O Radis Cerrado está disponível gratuitamente para sistema Android, no Google Play.

O usuário deve cadastrar o próprio imóvel para monitoração. A partir daí, é possível acompanhar restauração do local pelo uso de GPS.

De acordo com os desenvolvedores, o app ajuda agricultores, técnicos e moradores de comunidades tradicionais do Cerrado a realizarem a recomposição da vegetação nativa e cumprirem as etapas do processo de regularização ambiental.

“O aplicativo é um importante passo para facilitar o processo de entrega de dados de monitoramento aos órgãos ambientais estaduais e promover o cumprimento das ações para regularização ambiental em larga escala no Cerrado”, ressalta o coordenador do Centro de Gestão e Inovação da Agricultura Familiar da UnB (Cegafi) e do projeto Restaura Cerrado, Mário Ávila.

A nomenclatura “radis” homenageia as raízes profundas das árvores distorcidas do bioma.

O usuário também tem a opção de preencher um diagnóstico socioeconômico, onde é possível inserir informações sobre extrativismo, produção vegetal e animal, permitindo o planejamento de produção e comercialização de ingredientes da agricultura familiar.

Confira o vídeo de lançamento do aplicativo:

Cerrado

O Cerrado está entre as savanas mais biodiversas do mundo e é um dos biomas em maior risco de extinção no Brasil. Chamado de Berço das Águas, por ser ponto de encontro das principais bacias hidrográficas do país, o Cerrado apresenta desafios em solos degradados, inclusive durante o acompanhamento, também chamado pelos especialistas em meio ambiente de monitoramento da restauração.

Tecnologia para comunidades do DF

Para a fase de testes do aplicativo foram escolhidas duas comunidades do Distrito Federal: o acampamento Roseli Nunes e o assentamento Oziel Alves, ambos em Planaltina (DF), que abrigam cerca de 300 famílias voltadas à produção agroecológica de base familiar.

No acampamento Roseli Nunes, foram desenvolvidas ações de recomposição da vegetação nativa lideradas pela Associação Rede Rio São Bartolomeu de Mútua Cooperação (Rede Bartô), que trabalha com recuperação de áreas degradadas. O Restaura Cerrado acompanhou essas ações e testou o aplicativo para monitorar o estágio inicial da restauração.

“Na nossa comunidade, o Radis Cerrado é muito importante para que as famílias entendam um pouco do potencial do que é a preservação ambiental e de fazer esse monitoramento ambiental. Além disso, terá importância fundamental para a implementação da regularização fundiária do nosso acampamento”, avalia Bruno Maciel, agricultor e liderança do acampamento Roseli Nunes.

“Ele vai subsidiar diversas informações para o governo, tais como tamanho da área, o CAR, o mapa de florestamento, as atividades de restauração, o monitoramento ambiental e as áreas de reserva que temos aqui no assentamento”, acrescenta Bruno Maciel.

O app possui interface simplificada com objetivo de facilitar que os registros sejam realizados por agricultores, quilombolas, assentados da reforma agrária e técnicos ambientais.

“No nosso acampamento fizemos alguns testes e ficou provado que as famílias tinham condição de utilizar o app, por sua interface de fácil manipulação. Nossas famílias, apesar de terem baixa escolaridade, já têm familiaridade com o celular. Então, para eles, o Radis Cerrado é fácil de ser utilizado”, conta Bruno Maciel.

Expansão para outros estados

O aplicativo Radis Cerrado pretende alçar voos maiores além do Distrito Federal. A ideia é que a tecnologia seja replicada entre gestores ambientais de outros endereços do bioma Cerrado considerados corredores ecológicos, como Cavalcante (GO), Alto Paraíso (GO), Niquelândia (GO), Formosa (GO), Pirenópolis (GO), Cristalina (GO), Palmas (TO), Gurupi (TO), Jalapão (TO), Arinos (MG), Montes Claros (MG), Serra Bonita (TO), Chapada Gaúcha, Paracatu (MG), Unaí (MG), Buritis (MG), Barreiras (BA), Luis Eduardo Magalhães (BA), Correntes (PI), São Raimundo Nonato (PI), Carolina (MA), Balsas (MA) e Cocos (BA).

O post App desenvolvido pela UnB auxilia agricultores na restauração do Cerrado apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.