Toda semana são resgatados 17 animais silvestres em Uberaba

A cada dois dias, cinco animais silvestres são resgatados em Uberaba, no Triângulo Mineiro – em outras palavras, 17 a cada semana. Essas são as médias do trabalho dos bombeiros neste ano, entre o primeiro dia de 2021 e a última sexta-feira (10/9). Um dos responsáveis pelo alto número? O fogo.
 
Ao todo, foram 635 animais silvestres resgatados pelos militares e levados ao Hospital Veterinário de Uberaba (HVU) nesse período. Nesse mesmo trecho (janeiro a início de setembro) do ano passado, 483 resgates foram realizados. A comparação é ainda mais gritante com 2019: no ano todo, foram 295.
 
Segundo o tenente Edvaldo Lopes Rosa, do 8º Batalhão de Bombeiros Militar (BBM), os incêndios podem explicar essa alta. O fogo, neste ano, está atingindo áreas mais extensas da zona rural da região. 
 
“Isso pode ter contribuído para este aumento do número de resgates de animais silvestres este ano. Os animais mais comuns que encaminhamos para o Hospital Veterinário de Uberaba, são: serpentes, tatu, aves e tamanduás”, afirma o militar.
 
Entre o início de 2021 e o fim de agosto, foram registrados 560 incêndios em vegetação nas zonas urbanas e rurais de Uberaba. Nesse mesmo período no ano passado, o número foi maior – 655 -, mas a extensão menor, assim como as ocorrências em zonas afastadas da cidade.
 
“Este ano realizamos muitas vistorias em terrenos vagos da cidade”, diz o tenente, ao justificar a mudança de perfil dos incêndios.
 
Considerando apenas agosto e setembro, o aumento no número de atendimentos a animais resgatados neste ano é ainda maior. Os dois meses concentram ocorrências de incêndio.
 
Em 2020, foram 47 resgates em agosto, enquanto, nesse mês em 2021, foram 85. Já nos dez primeiros dias de setembro deste ano, foram 70 atendimentos, ante 23 no mesmo período do ano passado – ou seja, três vezes mais.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.