Minério atinge menor cotação do ano com demanda mais fraca

(Bloomberg) – Os futuros do minério de ferro caíram pela quinta sessão, para a menor cotação deste ano, com o peso das restrições à produção de aço da China sobre a demanda e expectativa dos investidores para dados industriais e econômicos esta semana.

Os futuros em Singapura reverteram os ganhos do início da sessão na terça-feira e estão mais de US$ 100 abaixo do recorde alcançado em maio devido à menor demanda. O racionamento de energia restringe as operações em usinas, e a China antecipou o prazo para cortes na produção de aço.

Estimativas da Bloomberg Intelligence indicam que a produção entre agosto e dezembro cairá 10% em relação ao ano anterior para cumprir a promessa do governo de reduzir o volume produzido este ano.

“Algumas siderúrgicas estão segurando as compras para esperar por preços mais baixos do minério de ferro”, disse Yi Zhu, analista da BI, acrescentando que os estoques portuários podem subir no restante do ano. Os estoques estão atualmente cerca de 10% acima dos níveis de 2020, de acordo com dados da SteelHome.

Investidores também aguardam dados na quarta-feira que podem mostrar desaceleração ainda mais forte da economia da China em agosto e menor produção de aço.

O investimento no setor de construção pode ter esfriado em meio às medidas do governo para frear a alta dos preços dos imóveis e à crise na maior incorporadora do país.

Em Singapura, os futuros de minério de ferro caíam 1,3%, para US$ 120,50 a tonelada às 15h27, depois da queda de 4,9% na segunda-feira. Na China, o minério de ferro avançou enquanto os futuros do aço recuaram.

Conheça o plano de ação da XP para você transformar os desafios de 2022 em oportunidades de investimento.

The post Minério atinge menor cotação do ano com demanda mais fraca appeared first on InfoMoney.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.