Em recuperação, Latam busca US$ 5 bi, mas credores terão apenas 6%

Um possível aporte de US$ 5 bilhões de investidores à Latam destinaria apenas 6% para os credores da companhia. A maior parte do valor seria consumida por empréstimos que vencem em 2022, contraídos durante a recuperação judicial da empresa. A Latam tem usado esse possível aporte bilionário para adiar a apresentação final de um plano de recuperação viável à Justiça americana.

Dos US$ 5 bilhões, somente US$ 300 milhões, ou 6%, estão previstos para quitar dívidas com credores. US$ 2,9 bilhões serão direcionados para pagar os empréstimos contraídos durante a recuperação. Em troca do dinheiro, os investidores levarão ações da companhia.

Os detalhes de como o aporte pretendido de US$ 5 bilhões será usado pela Latam foram enviados aos principais acionistas e credores da aérea em julho e tornados públicos pela Latam na última quinta-feira (9/9).

Em recuperação judicial há um ano, a maior companhia aérea da América Latina deveria apresentar seu plano final à Justiça americana até a próxima quarta-feira (15/9), mas pediu mais tempo. Se a corte de Nova York aprovar o pleito, o prazo passará para 15 de outubro, e os credores deverão votar em dezembro se aceitam o plano.

No mês passado, a coluna mostrou que o comprometimento da Latam com dívidas de curto prazo cresceu 65% em um ano e chegou a US$ 10,9 bilhões.

Procurada, a Latam afirmou que recebeu diversas ofertas de seus principais credores e acionistas majoritários, que ofereceram cada um mais de US$ 5 bilhões de novos fundos, “o que reafirma a confiança do mercado na Latam”. A empresa acrescentou que escolherá uma dessas propostas para apresentar à corte de Nova York.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

O post Em recuperação, Latam busca US$ 5 bi, mas credores terão apenas 6% apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.