Após recusar luta contra israelense, judoca argelino é suspenso por 10 anos

A Federação Internacional de Judô (IJF) não deixou barato para o argelino Fethi Nourine. O atleta se recusou a enfrentar o israelense Tohar Butbul, que poderia ser seu adversário na segunda fase, e desistiu dos Jogos Olímpicos.

Frente a essa situação, a IJF anunciou uma punição de dez anos para Fethi. Com isso, ele só poderá voltar a disputar uma competição organizada pela entidade em 2031.

A sanção ainda não é definitiva e o atleta ainda poderá recorrer da decisão no TAS, o Tribunal Arbitral do Esporte.

Entenda o caso

A polêmica no judô começou antes do início dos Jogos. No sorteio da categoria até 73kg, Fethi Nourine iria enfrentar Mohamed Abdalarasool, do Sudão, e o vencedor do confronto faria frente contra o israelense Tohar Butbul.

Porém, por apoiar a causa palestina, o atleta disse que “não queria sujar suas mãos”. À época, ele afirmou que “como argelino, não poderia enfrentar, em qualquer competição, alguém sob uma bandeira israelense” e que “seria um reconhecimento não apenas do Estado de Israel, mas da legitimidade de sua ocupação das terras palestinas”.

Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos esportes e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles.

O post Após recusar luta contra israelense, judoca argelino é suspenso por 10 anos apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.