Atletas pedem a reativação do Centro Náutico de São Vicente, SP


Em um galpão, várias embarcações estão abandonadas. Talentos como Nivalter e Isaquias Queiroz pedem a reabertura do local. Centro Náutico de São Vicente, em 2012
Divulgação
O Centro Náutico de São Vicente, no litoral de São Paulo, está desativado. O local, que chegou a atender mais de 400 crianças e revelar grandes atletas, está abandonado. Técnicos, atletas e ex-atletas pedem à Prefeitura de São Vicente que o Centro Náutico seja reaberto e volte a oferecer aulas de várias modalidades aos moradores.
O local foi inaugurado em 2005 e atendia crianças e adolescentes nas aulas de canoagem, remo e vela, através dos projetos Canoa Brasil e Navega São Paulo. Em uma época, São Vicente ficou conhecida como um centro brasileiro de canoagem por revelar grandes talentos.
Nivalter Santos começou em São Vicente e foi considerado um dos melhores do mundo na canoagem, conquistando títulos brasileiros e medalhas em jogos Sulamericanos e Panamericanos. Ele entrou para a história como o primeiro brasileiro a competir em uma Olimpíada nas provas de canoa de velocidade. A estreia dele foi em 2008, em Pequim, na China.
Atualmente, ele é o auxiliar técnico da Seleção Brasileira, inclusive, do atleta olímpico Isaquias Queiroz. Aos 11 anos de idade, Isaquias saiu de Ubaitaba, no sul da Bahia e se mudou para treinar no litoral de São Paulo.
Porém, muita coisa mudou durante todos esses anos. Do antigo pontilhão, restam apenas a estrutura e a lembrança de um tempo bom. No galpão, várias embarcações estão abandonadas. Atualmente, no lugar funciona um canteiro de obras para a recuperação da Ponte dos Barreiros.
Os ex-atletas, que sairam daqui, esperam que a canoagem volte a brilhar em São Vicente. “É impossível passar por essa ponte e não lembrar de tantos momentos importantes. É difícil ver como era quando eu saí e como ficou. A gente tem tudo aqui. Só falta a vontade para a história ser preservar”, disse Nivalter.
Isaquias
REUTERS/Alkis Konstantinidis
“Alô prefeito, vereadores, secretários, população de São Vicente. Estou aqui com a medalha de ouro e queria mandar um recado para vocês. Eu tive oportunidade de morar e treinar aí na cidade junto com a seleção e eu queria fazer um pedido para retomar o Centro de Treinamento de São Vicente, com uma escolinha de canoagem, porque não dá para imaginar a canoagem do Brasil sem São Vicente, que já teve grandes atletas”, disse Isaquias.
Recentemente, Nivalter teve uma reunião com o Prefeito de São Vicente, Kayo Amado, para pedir o retorno das aulas de canoagem. “Ele disse que tem outras secretarias interessadas. Pediu um projeto, mas não garantiu que seja reativado. E, não concordo. Daria muito bem para abrir uma porta ali para reativar o projeto. É importante ressaltar que vários centros de canoagem do Brasil são mantidos por prefeituras, independente da verba do Governo Federal”
Com o pedido de um medalhista olímpico e de todos os outros canoístas que tiveram a vida transformada devido ao esporte, fica a esperança de que a vida volte a esse lugar. “São Vicente tem uma história no esporte. Por que vamos deixar essa história para traz agora? Não, vamos escrever um capítulo novo na nosssa modalidade”, falou o ex-atleta.
Prefeitura
Em nota, a Prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria de Esportes (Sespor), informou que acredita muito no esporte como promoção à saúde e ferramenta de inclusão social. Por isso, a administração municipal realiza estudos para uma possível reativação do Centro Náutico, que já se encontrava fechado e em condições inadequadas para a prática de esportes, quando a atual gestão assumiu no início do ano.
Atualmente, para possibilitar a execução das obras de recuperação completa da Ponte dos Barreiros, o local do antigo Centro Náutico está sendo utilizado como canteiro de obras. São Vicente oferece diversas modalidades através dos equipamentos esportivos para o munícipe. Confira a lista de equipamentos e modalidades abaixo:
Campo Darcy Araújo (Avenida Ailton Senna S/N – Localizado No Ponto de informação Turística do Itararé). Modalidades: Futebol, Caminhada, Funcional, Beach tênis
Escola de Esportes Radicais – Alameda Paulo Gonçalves, 61 – Ilha Porchat. Modalidades: Surf, Stand-Up, Canoa Havaina, Futevôlei, Vôlei de Praia, Ioga
Ginásio Poliesportivo Dondinho – Rua Travessa do Parque, 1000 – Catiapoã. Modalidades: Pilates, Alongamento, Fit Dance, Funcional, Karatê, Futsal, Boxe, Basquete, Handebol
Escola de Esporte Maria dos Remédios – Avenida Getúlio Vagas, 01 – Gonzaguinha. Modalidades: Alongamento, Pilates, Ginástica, Fit Dance, Handdbeach
Quadra da Vila São Jorge – Praça Vitória s/n – Voturua. Modalidades: Alongamento, Futsal, Vôlei, Basquete, Atividade funcional para PCD, Futsal Inclusivo
Estação Cidadania – Rua Nivaldo Leite da Silva, 58 – Humaitá. Modalidades: Ginástica e Alongamento, Futsal, Basquete, Handebol, Capoeira, Vôlei, Funcional
Ginásio Poliesportivo Luiz Gonzaga – Praça dos Ambientalistas – Jardim Rio Branco. Modalidades: Alongamento, Caminhada, Basquete, Funcional, Futsal, Vôlei, Capoeira, Pilates,
Centro esportivo Beija Flor – Rua Polydoro de Oliveira Bittercount, 233- Vila Margarida. Modalidades: Ginástica, Alongamento, Zumba, Ballet, Jazz, Futebol, Karatê, Pilates, Funcional
Japuí – Praça Álvaro Trevisan S/N – antiga rua 04. Modalidades: Alongamento, Ginástica, Funcional
Centro Esportivo Bitaru Rua José Gonçalves Paim, 238 – Parque Bitarú. Modalidades: Natação, Futebol Society, Balé, Ballet (Baby), Alongamento, Pilates, Ginástica, Fit Dance, Jazz, Karatê, Capoeira e Funcional kids.
VÍDEOS: Mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.