Clube da Aeronáutica estuda ações para prevenir incidentes após ataque de capivara

Depois que o marinheiro Antônio Sampaio Nascimento (foto de destaque), de 52 anos, foi atacado por uma capivara enquanto mergulhava no Lago Paranoá, no Setor Esportivo de Clubes Norte (SCEN), na tarde de segunda-feira (13/9), o Clube da Aeronáutica informou que estuda ações para prevenção de novos incidentes.

Por meio de nota, a diretoria do estabelecimento informou que um dos servidores, que atua no apoio às embarcações, foi ferido por uma capivara no Lago Paranoá enquanto executava seu trabalho. Ainda segundo o comunicado, o servidor foi prontamente atendido, conduzido a uma unidade hospitalar e passa bem.

“O clube reitera sua constante preocupação em adotar medidas relacionadas à segurança de seus empregados e associados, visando sempre oportunizar a prática de atividades sociais, desportivas, recreativas, artísticas e culturais. Sendo assim, serão estudadas ações para prevenção de novos incidentes como o ocorrido”, comunicou.

Ataque

A vítima estava na marina do Clube da Aeronáutica quando foi surpreendido pelo animal. Imagens registradas por uma outra pessoa que estava no local, mostram o momento do ataque.

O homem mergulhava quando a capivara se aproxima, sobe em cima da vítima e a morde, na região do ombro e da cabeça. Depois, o animal sai nadando.

Marcas de garras do animal ficaram nas costas do homem (confira foto na galeria).

Veja as imagens abaixo:


0

O post Clube da Aeronáutica estuda ações para prevenir incidentes após ataque de capivara apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.