Filmagem flagra ‘tocaia’ de criminoso contratado para matar em Aimorés

Graças às filmagens de uma câmera de segurança, a Polícia Militar conseguiu prender um homem que fez uma ‘tocaia’ para assassinar Mauro Sérgio Monteiro da Silva, de 44 anos, na manhã de segunda-feira (13/09), em Aimorés, no Leste de Minas Gerais. O autor do crime, L.F., foi identificado pela placa do veículo e preso, depois de uma solicitação feita pela Polícia Militar de Minas Gerais à Polícia Militar do Espírito Santo, na cidade de Santa Maria de Jetibá, no estado vizinho.

A partir da descoberta das imagens, os policiais observaram os detalhes da movimentação, na rua, desde a noite anterior. Viram que L.F. passou pelo local diversas vezes, a pé e de carro, durante a noite. Pela madrugada, estacionou o veículo próximo à casa da vítima e passou a noite ali, armando uma ‘tocaia’, ou seja, esperando até que a vítima saísse de casa, para assassiná-la a tiros.

L.F. tomou certos cuidados, como suprimir um dos numerais da placa. No entanto, uma testemunha, que reside próximo à casa da vítima, estranhou o carro parado, com uma pessoa dentro e anotou as letras e três números da placa.

Tão Logo ocorreu o crime, a testemunha saiu de casa para tentar socorrer o vizinho, no entanto, ele já estava morto. Com a chegada da PM, ele forneceu, então, suas anotações, que foram passadas ao serviço de inteligência da Polícia Militar, que conseguiu identificar o veículo, cuja placa é de Linhares, no Espírito Santo.

Diante disso, a PM mineira pediu ajuda à PM capixaba e também à Polícia Rodoviária Federal (PRF), e às polícias civis de Minas e Espírito Santo. A PM do estado vizinho identificou que o veículo era registrado em nome de L.F. Em Linhares, os policiais conseguiram a informação de que o suspeito estaria se dirigindo para Santa Maria do Jequitibá.

A informação foi repassada à PMMG. Um grupo de policiais foi designado a seguir para a cidade capixaba. No caminho, num posto da PMRv, os policais obtiveram imagens do veículo em fuga, perto de 6h30.

O veículo fugitivo foi avistado em Santa Maria de Jetibá, e interceptado, devido às suas características. Assim que o motorista desceu, os militares verificaram a semelhança física do homem e lhe deram voz de prisão.

Ao ser informado de que havia uma filmagem de toda a ação e da tocaia, o homem resolveu confessar o crime e contou aos policiais que havia recebido a quantia de R$ 20.000,00 para praticar o homicídio, e também contou onde a arma do crime foi escondida.

A arma foi recuperada e levada, juntamente com o veículo, para a delegacia de Santa Maria do Jequitibá. O preso foi liberado, junto com as provas, para a PMMG, que o encaminhou à Delegacia de Aimorés, onde foi lavrado o flagrante.

Tráfico de drogas

A suspeita dos policiais para o assassinato de Mauro Sérgio seria o tráfico de drogas. Essas suspeitas surgiram depois do que aconteceu em seguida ao crime.

Um dos homens que tentou socorrer a vítima, um homem de 51 anos, teria deixado a casa da vítima carregando drogas e dinheiro. Depois de apurarem e correrem atrás desse homem, depois de identificá-lo, e prendê-lo – encontraram documentos falsos com este -, os policiais prenderam ainda mais cinco pessoas que fariam parte de uma quadrilha ligada ao tráfico: dois homens, de 19 e 25 anos, e três mulheres, de 24, 41 e 43 anos.

Todos foram levados para a Delegacia de Aimorés. A expectativa dos policiais é chegar, a partir dos presos, ao braço do tráfico ao qual a vítima era ligado, assim como à rota de entrada da droga na cidade.

 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.