Bombeiros resgatam arara, macaco prego e jiboia em Patos de Minas

Depois dos incêndios em reservas florestais mineiras, as consequências mais graves começam a aparecer: animais feridos que fogem do fogo e começam a aparecer nos centros  urbanos. Foi o que aconteceu em Patos de Minas, nas últimas 24 horas, onde o Corpo de Bombeiros resgatou uma arara canindé, um macaco prego e uma serpente jiboia.

Os resgates foram feitos em solicitações distintas. Segundo relatório dos bombeiros, as queimadas têm gerado diversos prejuízos, desde à saúde das pessoas, à economia e também ao meio ambiente, e o dano à fauna, é um desses exemplos.

São muitas as áreas de preservação, que são exatamente o habitat natural desses animais e que foram destruídas. Muitos já morreram nessas queimadas e outros conseguem fugir, porém pela falta de alimentos e locais seguros acabam buscando as áreas urbanas.

Os três animais estavam no perímetro urbano em pontos distintos. Os animais apresentavam alguns ferimentos e por esse motivo foram levados ao Centro de Triagem e Reabilitação de Animais Silvestres para passarem por avaliação veterinária.

 

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.