Paraquedista que morreu após salto era cuidadoso no esporte: ‘Bastante conservador’, diz amigo


Leandro Torelli saltava em Boituva (SP) quando fez uma curva brusca em baixa altitude, o que diminui a pressão do paraquedas e causa acidentes. Paraquedista de 33 anos morreu após salto em Boituva (SP)
Arquivo Pessoal
O amigo e enteado do paraquedista de 33 anos que morreu após um salto em Boituva (SP), no domingo (25), lamentou a morte do esportista. Ao G1, o paraquedista Felipe Assis contou que o acidente com Leandro Torelli foi inesperado, porque ele era cuidadoso ao praticar o esporte.
“Eu não esperava que isso acontecesse com ele, porque ele era bastante conservador”, conta Felipe, que já saltou e fez treinamentos com Leandro.
“Além de esportista, ele também era responsável pelas fotos e filmagens em alguns saltos duplos. Ele já era um atleta profissional no esporte e fazia ótimos trabalhos como câmera, filmando e registrando as manobras”, explica.
Segundo Felipe, Leandro era parceiro, bem humorado e não tinha rivalidade com ninguém. “A gente não se via todos os dias, mas ele era namorado da minha mãe e viviam juntos em São Paulo, onde ele também trabalhava.”
Leandro era considerado um esportista experiente, pois tinha mais de mil saltos e era instrutor do esporte.
Leandro morreu em acidente com paraquedas em Boituva (SP)
Arquivo Pessoal
Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, levado para o Hospital São Luiz e transferido para um hospital de Sorocaba (SP), mas não resistiu aos ferimentos e morreu no domingo.
Um vídeo enviado à redação da TV TEM mostra o momento em que o paraquedista cai e bate com força contra o chão. É possível ver, pelas imagens, que uma pessoa corre para socorrer o esportista (veja abaixo).
Paraquedista morre durante salto em Boituva
Segundo o Centro Nacional de Paraquedismo, Leandro fez uma curva brusca em baixa altitude, o que diminui a pressão no paraquedas. Esse tipo de curva faz com que o esportista desça em alta velocidade provocando acidentes.
Uma perícia deve ser feita pela Confederação Brasileira de Paraquedismo. O equipamento de Leandro estava homologado, além de ele ter certificados internacionais para saltar.
Paraquedista Leandro Torelli, de 33 anos, morreu após queda em salto individual em Boituva, no interior de SP
Reprodução
Nilson Leitão, presidente da Associação de Paraquedistas de Boituva, órgão responsável pela administração do Centro de Paraquedismo, informou que não vai mais se pronunciar sobre o acidente fatal.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública, exames foram solicitados ao Instituto Médico Legal (IML). O caso foi registrado como morte suspeita no plantão da delegacia de Sorocaba e encaminhado à delegacia de Boituva.
O velório e enterro do esportista ocorreram na manhã de segunda-feira (26) no Cemitério Vila Nova Cachoeirinha, em São Paulo, cidade onde ele morava.
Paraquedista morreu após salto em Boituva
Arquivo Pessoal
Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região
VÍDEOS: TEM Notícias de Itapetininga
RSS
Follow by Email
Twitter
Visit Us
Follow Me
YOUTUBE
Leitores On Line